sábado, 30 de julho de 2011

Sonhos de muçarela de búfala


Achei essa entradinha no  Gastrolandia. Rapida e pratica, rende 4 porções. Fiz para um jantar com amigos , na sexta. Neste jantar servi Conchiglione de Ricota e Espinafre e sobremesa Petit Gateau. Nem deu tempo de fotorafar, mas brevemente postarei essas delicias aqui.

Ingredientes
12 bolinhas de mussarela de búfala pequenas
Azeite extravirgem
Sal marinho
200 gramas de farelo de quinoa
2 ovos batidos
Óleo de milho quente para fritar

Modo de fazer


Deixe as bolinhas de mussarela marinando no azeite e sal (coloquei sal grosso) por alguns minutos, antes arredonde as bolinhas um pouco. Passe-as no ovo batido e no farelo de quinoa e  frite em óleo bem quente até dourar.


                                                                                                   a quinoa



A Aline serviu com Chutney de figo, que não fiz por falta da fruta.

domingo, 24 de julho de 2011

Pãozinho Integral de Vovo Dinah


Gente,

Um conselho: faça! faça! maravilhosos esses pãezinhos... Vovo Dinah deu show!. o excesso de gergelim foi  por conta de minha filha Marcela, a quem pedi para colocar,  e como gosta muito, colocou demais ... (peguei no Pecado da gula)

Ingredientes

2 ovos extra
6 colheres (sopa) de açúcar mascavo (60g)
1 colher (sopa) de fermento seco para pão (10g)
1 colher (sopa) rasa de sal
300ml de água morna
1 xícara de óleo de canola (usei 3/4 xícara)
1 colher (sopa) de leite de soja em pó (10g - usei leite em pó comum)
300g de farinha de trigo integral
farinha de trigo branco o suficiente (usei cerca de 600g)
2 colheres (sopa) de castanhas de caju moídas
2 colheres (sopa) de castanhas do pará moídas
2 colheres (sopa) de nozes moídas
1 colher (sopa) de gergelim branco
1 colher (sopa) de sementes de linhaça moídas
1 colher (sopa) de sementes de girassol (opcional)

Para pincelar
um pouquinho do óleo usado na massa
meia gema tirada do ovo usado na massa
um fio de café pronto sem açúcar
sementes de gergelim branco
* xícara medidora de 240ml
Modo de Fazer


Num vasilhame, coloque a água morna e dissolva o mascavo e o leite em pó.
Numa vasilha, despeje 1/3 deste líquido, o fermento para pão e 3 colheres de sopa de farinha de trigo branco. Deixe descansar por 15 minutos até formar uma esponja.
Enquanto o fermento esta reagindo isso, no líquido restante, junte o óleo (reserve um fundinho de óleo, cerca de 1 colher de sopa para usar para pincelar os pães), sal, ovos (retire meia gema para usar para pincelar os pães), as nozes e sementes.
Numa vasilha grande, despeje o líquido, a esponja, a farinha integral e cerca de 450g de farinha branca. Misture com colher e depois comece a sovar. Vá acrescentando mais farinha branca até formar uma massa macia. Sove por alguns minutos (sovei 10 min). A massa é muito boa de trabalhar, não gruda nas mãos. Forme uma bola com a massa, cubra com filme plástico e deixe descansar por 30 minutos em local abafado ou até dobrar de volume.
Divida a massa em 4 porções e faça rolos com cada uma. Depois divida cada rolo em 5 partes. Abra cada massinha  no tamanho da palma da mão e enrole como rocambole. Feche bem e coloque o rolinho  na assadeira untada e enfarinhada (23x35cm). Proceda da mesma forma com as outras massinhas até encher a assadeira. Cubra com folga com  filme plástico, cubra com pano de prato e deixe descansar mais 30 minutos ou até dobrar de volume.
Misture o restinho do óleo com a meia gema e um fio de café pronto. Pincele os pãezinhos com esta mistura e polvilhe gergelim branco por cima.
Leve para assar em forno pré-aquecido a 190˚C por 20 a 25 minutos. Deixe os primeiros 5 minutos na grade de baixo do forno e depois transfira a assadeira para a grade superior e deixe assar mais 15 ou 20 minutos girando a cada 5 minutos para que doure por igual.
Tire do forno e transfira os pães numa grade para  esfriar.

 








Olha como ela é  uma graça!

segunda-feira, 18 de julho de 2011

Muffins Baklava de Nigella



Amo Muffins! Este eu peguei no maravilhoso Technicolor Kitchen . É bem diferente, conforme Patrícia, o baklava original é um  doce folhado russo, este me parece que se inspirou nele. A massa é bem suave, quase não tem açucar ( o mel por cima compensa). No dia seguinte pode ser rapidamente esquantado no microondas. Espero que gostem.


Ingredientes
Muffins:
1 xícara + 7 colheres (sopa) - 210g - de farinha de trigo
2 colheres (chá) de fermento em pó
1/2 colher (chá) de bicarbonato
1/4 xícara (50g) de açúcar
1 ovo grande
3 colheres (sopa) - 42g - de manteiga sem sal derretida
1 xícara + 2 colheres (sopa) de
buttermilk (ou substitua por 3/4 xícara de iogurte natural + 1/3 xícara de leite desnatado)
recheio:
1/2 xícara rasa (50g) de nozes picadas
1/3 xícara (67g) de açúcar
1 1/2 colheres (chá) de canela em pó
3 colheres (sopa) - 42g - de manteiga sem sal derretida
Misture tudo numa vasilha. Reserve.cobertura:
aprox. 1/2 xícara de mel

Numa tigela grande, misture a farinha, o fermento, o bicarbonato e o açúcar.
À parte, misture o leite, o ovo, a manteiga e a coalhada. Despeje sobre os ingredientes secos e misture delicadamente - a massa não deve ser mexida em excesso, nem ficar lisa, como a massa de um bolo, senão os muffins ficarão duros.
Encha forminhas de papel próprias para muffins/cupcakes com esta mistura, até 1/3 de sua capacidade. Coloque um pouco do recheio e complete com mais massa.
Leve para assar em forno pré-aquecido (205ºC), por cerca de 25 minutos.
Retire do forno e despeje um pouco de mel sobre cada muffin.

12 unidades - forma para muffins com capacidade para 1/3 xícara (80ml) de massa;
xícara medidora de 240ml












segunda-feira, 11 de julho de 2011

Bolo de Panna cotta de Chocolate Gelado

Êta bolinho trabalhoso! seria bom começar com dois dias de antecedência. Um dia fazer o bolo e no dia seguinte a pannacotta e então a cobertura. Digo que  considero uma delicia, principalmente,  para quem gosta de chocolate intenso. Minha filha Marcela não gostou da pannacotta (parece um pudim) . Mas fica ai a sugestão muito, muito gostosa . Achei aqui. Desculpe-me as fotos. Minha filha tinha saído (Pituaçu Bahia x Botafogo) e eu queria experimentar o bolo ,   só que não conheço a maquina.

Ingredientes:
• 4 xícaras de chocolate amargo picado
• 3 colheres de sopa de cacau em pó sem açúcar
• 1 / 2 xícara de café quente
• 1 / 2 xícara água quente
• 1 xícara mais 1 colher de sopa de farinha de trigo
• 1 colher de chá de fermento em pó
• 1 / 2 colher de chá de bicarbonato de sódio
• 1 pitada de sal
 • 1 / 3 xícara de óleo vegetal
• 1 / 2 xícara de açúcar
• 1 / 2 xícara de açúcar mascavo
• 3 ovos grandes
• 1 / 2 xícara de sour cream (creme azedo)


Ingredientes para a pannacotta 
1 / 2 xícara água
• 5 colheres de chá de gelatina sem sabor
• 150 gramas de chocolate de alta qualidade do leite picado
• 2 1 / 2 xícaras de creme de leite
• 2 1 / 2 xícaras de leite integral
• 1 / 2 xícara mais 2 colheres de açúcar
• 1 1 / 4 colheres de chá de extrato de baunilha







Panna Cotta: Coloque 1 / 2 xícara de água numa tigela pequena. Polvilhe sobre a gelatina e deixe amolecer por 10 minutos. Coloque os chocolates numa tigela grande de metal. Combine o creme de leite, leite, açúcar e extrato de baunilha em uma panela grande. Leve para ferver, mexendo até dissolver o açúcar, e retirar do fogo. Adicione a mistura de gelatina, misture para dissolver. Despeje a mistura de creme sobre chocolates na bacia; bata até ficar completamente derretido. Coloque sobre uma tigela maior dentro de bacia de água gelada. Mexa até engrossar, muitas vezes, como pudim. Deixe nesta tigela sobre água muito gelada por cerca de 30 minutos.
Despeje metade da panna cotta sobre o bolo na bandeja 1 e deixe na geladeira por 45 minutos. Mantenha panna cotta restante à temperatura ambiente.
Retire  da forma o segundo bolo. Usando uma espátula grande de metal, limpe a  panacotta que escorreu pelas laterais ( eu deixei) e coloque o segundo bolo em cima. Cubra com o restante da panna e deixe na geladeira durante a noite.  No dia seuinte aplique a calda.








Creme azedo


 Conhecido nos EUA como sour cream, é um creme de leite fresco ligeiramente envelhecido e de sabor ácido. É ideal para molhos e sopas porque pode ser fervido sem coalhar. É também servido com frutas frescas e em outras sobremesas como pudins.
Como fazer: Coloque em uma tigela 1 caixinha de creme de leite em embalagem da Tetra Pak (250g). Junte, aos poucos, 1 colher das de sopa de suco de limão (15ml), batendo sem parar com um batedor manual. Bata por 2 minutos ou até obter um creme encorpado. Deixe descansar por 15 minutos na geladeira antes de usar.

domingo, 10 de julho de 2011

Bolo de Ameixa-preta com glacê


Amigos,


Amo ameixas! quando descobri esse bolo (Revista Cláudia) repeti varias vezes... nessa edição aconteceram vários acidentezinhos. Sempre peço a  empregada para separar  os elementos das receitas que faço. Ela esqueceu de colocar o fermento na farinha, alem disso, confundi o  açucar confeiteiro  com a farinha de trigo... na hora eu percebi e tirei a maior parte,mas ficou um pouco de acucar, enfim mesmo assim o bolo ficou delicia, mas não parou ai, perdi as fotos que mina filha tinha feito antes de partir o bolo, por isso as fotos estão parciais. Por causa da falta de fermento ele perdeu na fofura, mas no sabor, nada perdeu! Olha, eh uma delicia para tomar café pois não eh muito doce (esse estava doce rs), recomendo !

Ingredientes


1 lata grande
(400 g, drenado) de ameixa-preta em calda, escorrida, sem caroço
1 1/2 xícara de manteiga em temperatura ambiente
3 xícaras de açúcar mascavo peneirado
6 ovos
3 1/4 xícaras de farinha de trigo
1 colher (sopa) de fermento em pó químico
1 1/2 xícara de iogurte natural
2 claras
1 xícara de uva rubi
1 xícara de uva thompson
2 xícaras de açúcar
100 g de balas de goma sortidas, cortadas em fatias finas( não usei)
Para a glacê2 xícaras de açúcar de confeiteiro
2 colheres (sopa) de conhaque
2 colheres (sopa) de leite

Modo de preparo

           
No processador, bata as ameixas até formar um purê e reserve (não eixo formar um purê, gosto dos pedacinhos da ameixa. Na batedeira, bata a manteiga e o açúcar por cinco minutos ou até obter um creme fofo. Adicione os ovos e bata bem( no total bato uns 15 minutos, o bolo fica fofinho). Junte o purê e bata por mais um minuto. Acrescente a farinha misturada com o fermento, aos poucos, alternando com o iogurte e misturando após cada adição. Transfira para uma forma de 24 cm de diâmetro e 11 cm de altura, untada com manteiga, e leve ao forno moderado (180 °C), preaquecido, por uma hora e dez minutos. Abaixe a temperatura do forno para 150 °C e asse por mais dez minutos ou até que, ao enfiar um palito no centro do bolo, ele saia limpo. Deixe amornar. Desenforme em um prato e espere esfriar.


Decoracão:
 Em uma tigela, bata as claras com um garfo até ficarem líquidas. Mergulhe as uvas, retire com um garfo deixando escorrer e passe pelo açúcar. Transfira para uma grade para secar bem.


glacê
Prepare a glacê em uma tigela com o açúcar, misture aos poucos o conhaque e o leite batendo com um garfo até obter um creme espesso .
Despeje por cima do bolo. Quando endurecer, decore com as uvas(so usei as uvas) e  as balas de goma no centro e sirva. Rende 12 porções.






Abaixo outra edicao deste bolo: 

quarta-feira, 6 de julho de 2011

Cupcake de Café com Chantilly

Gente, posso confessar algo? eu não gosto bolos de café.. pois é! mas não consegui resisitir em fazer esse cupcake de café.. achei-o uma graça! acrescentei a calda pois uma colega , Ana Nionizia, reclamou que meus cupcakes eram secos rs. Achei no site da Revista Cláudia.


Ingredientes:
2 xícaras de farinha de trigo
1 colher (chá) de fermento em pó
1/2 colher (chá) de bicarbonato de sódio
1 pitada de sal
3 colheres (sopa) de café solúvel
1/2 xícara de água fervente
1/4 de xícara de leite
100 g de manteiga
1/2 xícara de açúcar
1/2 xícara de açúcar mascavo
2 ovos grandes
Grãos de café torrados para decorar
Para o chantilly
1 xícara de creme de leite fresco
1 colher (sopa) de açúcar de confeiteiro
1 colher (sopa) de uísque



Modo de Preparar:


Em uma tigela, junte a farinha, o fermento, o bicarbonato e o sal. Em outra tigela, misture o café com a água fervente, deixe esfriar e acrescente o leite. Na batedeira, bata a manteiga com os dois tipos de açúcar até obter um creme leve. Adicione um ovo de cada vez, batendo sempre após cada adição. Junte a mistura de farinha aos poucos, alternando com a mistura de leite. Encaixe 17 forminhas de papel de 7 cm de diâmetro em um molde com cavidades, próprio para muffins. Preencha-as com a massa até atingir metade da altura. Leve ao forno moderado (180 ºC), preaquecido, por 30 minutos ou até que, ao espetar um palito na massa, ele saia limpo. Retire dos moldes e deixe esfriar.


Chantilly
Na batedeira, bata o creme de leite com o açúcar até ob ter picos firmes. Junte o uísque. Coloque em um saco de confeitar com bico pitanga e cubra os bolinhos. Polvilhe com o pó de café restante ( eu povilhei com  Nescau) sirva-os decorados com os grãos torrados.
Rende 17 bolinhos.



Calda


Ferva 1/2 xícara de açúcar com 2 xic de agua ate dissolve-lo , meca 150 ml acrescente 2 col sopa de conhaque , empregue nos bolinhos antes de colocar a cobertura.







domingo, 3 de julho de 2011

Fettuccine ao Alfredo Di Roma





Amo essa receita! em pensar que  estive algumas vezes em Roma e não fui ao Alfredo Di Roma... mas aqui em Salvador tem  uma franquia  e realmente essa  massa  eh um classico!. Abaixo transcrevo a historia desta receita , do BLOG Oba Gastronomia onde peguei a receita.
O Molho do Alfredo!
Em 1910, Alfredo di Lelio inaugurou um pequeno Bistrô em Roma: O “L’Originale Alfredo di Roma Ristorante“! A pequena casa logo agradou os fregueses habituais, pela qualidade de sua comida! Porém, um fato iria marcar para sempre a história do pequeno restaurante e colocá-lo dentro da história da Gastronomia mundial. Quando Inês, esposa de Di Lelio, deu a luz ao seu primogênito, este preocupado com a falta de apetite da esposa, cozinhou Fettuccine e serviu apenas com Manteiga e Parmeggianno ralado. Pronto, estava criado um dos molhos mais famosos para macarrão de todos os tempos. Logo incorporado ao cardápio do Bistrô, o prato começou a ganhar fama. O auge ocorreu quando Mary Pickford e  Douglas Fairbanks, estrelas do Cinema mudo, em Lua de Mel em Roma, encantados com o prato, presentearam a casa com um garfo e uma colher de ouro. Até hoje é privilégio de quem janta no Alfredo, em Roma, o mais idoso na mesa utilizar os talheres em ouro. 
Levada para o mundo inteiro, a receita passou por poucas alterações. Aqui no Brasil, na falta de uma Manteiga de melhor qualidade, foi incluído o Creme de Leite fresco (Nata).

Usei um queijo que não era o idel para essa receita(tem que ser um queijo parmesão de primeirissima) , mas fica deliciosa de qualquer forma, eh um coringa quando você quiser acertar numa receita, claro que seu convidado precisa gostar de molho branco... ate meu marido que não gosta, preferiu a um alho & oleo que fiz... Essa foi nossa janta quando chegamos  famintos e cansados da Marcha para Jesus, ontem,  e a demora ficou por conta de cozinhar o macarrão. Ah! as fotos não correspondem ao sabor, rs 

Ingredientes:
 200g de Creme de Leite fresco
1/2 xícara (chá) de queijo Parmesão ralado (aproximadamente 55 g)
4 colheres (sopa) de manteiga picada (48 g)
Sal e grãos de pimenta do reino amassados a gosto
uma pitada de noz moscada

Modo de preparo:
 Coloque o Creme de Leite em uma tigela refratária ou de inox
Leve ao fogo, em banho-maria (em uma panela com 1 litro de água)
Deixe por 3 minutos, mexendo de vez em quando, ou até amornar
Abaixe o fogo
Acrescente, aos poucos, e sem parar de bater com um batedor manual o Queijo
Coloque a Manteiga (pouco a pouco), batendo sem parar
Coloque o sal a gosto e junte a pimenta-do-reino e retire do fogo






Recebi a história  da massa do Alfredo via comentário  de seus netos:

HISTORY OF ALFREDO DI LELIO CREATOR OF “FETTUCCINE ALL’ALFREDO”
We have the pleasure to tell you the history of our grandfather Alfredo Di Lelio, creator of this recipe in the world known.
Alfredo di Lelio opened the restaurant "Alfredo" in Rome nel 1914, after leaving his first restaurant run by his mother Angelina Rose Square (Piazza disappeared in 1910 following the construction of the Galleria Colonna / Sordi). In this local spread the fame, first to Rome and then in the world, of "fettuccine all'Alfredo". In 1943, during the war, Di Lelio gave the local to his collaborators.
In 1950 Alfredo Di Lelio decided to reopen with his son Armando (Alfredo II) his restaurant in Piazza Augusto Imperatore n.30 "Il Vero Alfredo", which is now managed by his nephews Alfredo (same name of grandfather) and Ines (the same name of his grandmother, wife of Alfredo Di Lelio, who were dedicated to the noodles).
In conclusion, the restaurant of Piazza Augusto Imperatore is following the family tradition of Alfredo Di Lelio and of his notes noodles (see also the site of “Il Vero Alfredo” http://www.alfredo-roma.it/).
We must clarify that other restaurants "Alfredo" in Rome and in Italy do not belong to the family tradition of "Il Vero Alfredo" of Piazza Augusto Imperatore in Rome.
Best regards Alfredo e Ines Di Lelio

sexta-feira, 1 de julho de 2011

Muffin de Frutas Vermelhas










Faz tempo que quero fazer essa receita, mas, achar framboesas aqui em minha cidade  eh duro!! Enfim, achei as framboesas e as amoras... quando cheguei em casa.. todas as framboesas com fungos.. ai ja viu neh? dei meu jeitinho: dupliquei as amoras... por isso você so vê amoras, mas, posso garantir que esse muffin eh uma maravilha! achei aqui.

Ingredientes
300 gramas de farinha de trigo
150 gramas de açucar refinado
120 gramas de chocolate branco (picado em pedaços pequenos)
1 unidade de ovo
125 gramas de manteiga sem sal (derretida)
1 colher de chá de essência de baunilha
75 gramas de framboesas (Pode ser congelada)
75 gramas de cassis ou amoras (Pode ser congelada)
1 colher de sobremesa de fermento em pó químico
180 ml de leite



Modo de fazer
Pré-Aqueça o forno em temperatura média, cerca de 180 graus celsius.

Em uma tigela reúna o trigo, o açucar, o fermento e o chocolate branco. Abra um buraco no meio e coloque o ovo, a essência, o leite e a manteiga. Misture até reunir todos os ingredientes. Por último adicione as frutas vermelhas delicadamente.Coloque uma porção em cada forminha de papel. Asse dentro de formas próprias para muffins, por 25 minutos